Notícias e Novidades

07 de Maio de 2014

Conjuntivite alérgica cresce no País

Olhos vermelhos, coceira, aversão à luz, pálpebras inchadas, secreção aquosa e visão embaçada são comuns entre brasileiros. De acordo com o oftalmologista do Instituto Penido Burnier, Leôncio Queiroz Neto, sinalizam a conjuntivite alérgica que está em alta no País. “Os prontuários do hospital mostram que de janeiro a março deste ano o número de consultas, comparado ao mesmo período do ano passado, se manteve estável em 12,7 mil atendimentos, mas o diagnóstico de conjuntivite alérgica teve um acréscimo de 20%. Saltou de 1,06 mil para 1,2 mil casos”, relata.

Para o especialista este crescimento está relacionado à piora da qualidade do ar provocada pela falta de chuvas em grande parte do País neste início de ano. Isso porque, um estudo da Organização Mundial da Saúde (OMS) revela que nas cidades brasileiras com mais de 100 mil habitantes a concentração de poluentes por metro quadrado é o dobro do recomendado. “A poluição aumenta a evaporação da lágrima que tem a função de proteger a superfície ocular. Por isso, os olhos podem dar uma resposta exagerada aos agentes externos, conforme acontece com todo processo alérgico. O olho seco é mais intenso entre mulheres na pós-menopausa e idosos”, diz.

Segundo o Estudo Multicêntrico Internacional de Asma e Alergias na Infância (ISSAC) 20% dos brasileiros têm algum tipo de alergia e 6 em cada 10 alérgicos desenvolvem a doença nos olhos. Queiroz Neto ressalta que entre crianças a conjuntivite alérgica está frequentemente associada às doenças respiratórias como asma, rinite e bronquite que chegam a triplicar no outono/inverno, segundo estimativa da OMS.

Fonte: Alagoas 24 Horas 

 
 

Como os exercícios podem ajudar a manter o foco no trabalho

Acordar mais cedo para treinar muitas vezes aparace impossível de acontecer, né? Mas acredite, vale a pena, pois, além de ser bom para a sua saúde, também a ajuda a manter o foco no trabalho.

Quando ficar nas redes sociais se torna excessivo? Faz mal?

Fique atento!

Nutricionista: quando procurar pelo profissional?

Saiba qual é a importância de conhecer a alimentação saudável para não cair em ‘pegadinhas’ da indústria de alimentos.

assine nosso
informativo

Agência Interagir