Notícias e Novidades

17 de Junho de 2019

Critérios para doação de sangue são rígidos

Por que há tantos critérios para a doação de sangue? A hematologista Odila Moura, da BP - A Beneficência Portuguesa de São Paulo, explica que os critérios se dão para a proteção do doador e do receptor do sangue. 

Quanto sangue uma pessoa pode doar? E quantas pessoas essa quantidade pode ajudar? De acordo com a hematologista, a doação de sangue entre mulheres é de 8 ml por quilo e, entre homens, de 9 ml por quilo. Dessa maneira, a doação pode variar de 405 ml a 495 ml. Ela afirma que por conta do fracionamento dos componentes sanguíneos, essa quantidade pode ajudar entre três e quatro pessoas.

Qual o tipo sanguíneo mais raro? A médica afirma que o tipo sanguíneo mais raro é o AB-. Entretanto, o tipo de sangue que mais precisa de doações é o O-, pois esse sangue é capaz de doar para todas as outras tipagens e, geralmente, os receptores precisam de mais de uma bolsa de sangue, o que faz com que os estoques diminuam rapidamente.

Por que mulheres que estejam amamentando não podem doar sangue? A médica explica que mulheres que estejam amamentando não podem doar sangue pois, por meio do leite materno, elas transmitem o ferro ao bebê e, se fizessem uma doação, também perderiam esse mineral, o que pode gerar anemia.

Pessoas que tomam remédios anticoagulantes, tarja preta ou medicamentos psiquiátricos podem doar sangue? Odila afirma que, geralmente, não é recomendado que essas pessoas façam a doação, pois são tratamentos contínuos e, dependendo das substâncias, podem ser passadas para o receptor, como o caso dos anticoagulantes, que podem afinar o sangue de quem recebe a doação. 

Qual o destino do sangue doado? Odila afirma que o sangue doado possui inúmeros destinos, podendo ser utilizado em cirurgias de grande porte, durante o tratamento de pacientes com câncer, pessoas com sangramentos agudos, que podem ser por facadas ou tiros, por exemplo, e tratamentos de anemias.

Por que diabéticos não podem doar sangue? A hematologista afirma que a doação entre diabéticos dependentes de insulina não é recomendada pois, por utilizarem uma insulina que não é humana, o receptor, ao receber o sangue, pode criar anticorpos contra a substância e gerar complicações.

Quando é feita a doação de sangue para um parente, esse sangue vai direto para ele? Cerca de 99% dos casos, não. Na maioria das ocasiões, o sangue que o paciente recebe é proveniente de um banco de sangue. Porém, em casos de doação específica, em que o pai faz questão de doar o sangue para o filho, por exemplo, o sangue recebido, se compatível, pode vir de um familiar.

Qual a diferença entre doação de sangue e plasma? O plasma é um componente do sangue que pode ser doado conforme a necessidade do paciente. 

Fonte: noticias.r7.com/saude

Acne: conheça os tratamentos para casos pontuais ou severos

Opções variam de acordo com o grau e o tempo das espinhas.

Lavar as mãos e limpar a casa: quando de fato é importante?

Não é preciso fazer faxina todos os dias nem exagerar nos produtos de limpeza.

Tomar leite fortalece os ossos?

Por gerações, ouvimos que o consumo de leite ajuda a deixar os ossos fortes. Mas será que a ciência sustenta essa teoria?

assine nosso
informativo

Agência Interagir