Notícias e Novidades

12 de Setembro de 2013

Pesquisa revela um pouco mais sobre as causas da artrose

Pesquisadores que trabalham em um estudo desenvolvido pela Coordenação de Ensino e Pesquisa do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad (Into), no Rio de Janeiro, em parceria com uma tese de doutorado do Programa de Ciências Morfológicas da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), pretendem identificar fatores genéticos em pacientes com artrose e prevenir e até impedir que a doença se instale em pessoas que tenham o gene de predisposição à doença.

“A nossa ideia é verificar o perfil genético comum a todos com artrose e poder rastrear quem tem um gene que possa identificar a pessoa com possibilidade de ter artrose”, disse o responsável pela pesquisa, o ortopedista do Into, Eduardo Branco de Sousa.

O pesquisador informou que o trabalho é inédito e está usando também o banco de tecidos de pessoas mais jovens que morreram a fim de fazer estudos comparativos com outras faixas de idade. A artrose é uma doença degenerativa e que, por desconhecimento, muitos pensam que só atinge pessoas idosas. Ele disse que embora a maior incidência esteja na faixa acima dos 60 anos, a doença ataca também pessoas com obesidade e até atletas que fizeram esportes com alta intensidade em faixa etária mais baixa.

Estudos feitos no Into mostram que 57% dos 8.900 pacientes que aguardam cirurgias de quadril, de joelho, de mão e de coluna são pacientes que sofrem de artrose. O médico declarou que esse é o principal tratamento da doença. Ele explicou que a dor é o sintoma mais comum, principalmente, no início das atividades do dia quando a pessoa levanta da cama, mas durante o dia, com o movimento, a tendência é diminuir.

 “Com a evolução da doença a dor passa a aparecer também durante o movimento e depois inclusive em repouso. Um outro sinal é que depois disso a pessoa fica com as articulações rígidas e chega a perder os movimentos”, disse.

Fonte: epharma.com.br

Quatro alimentos que parecem light, mas não são

Alguns quitutes são feitos com frutas e vegetais, mas escondem na receita ingredientes como açúcar e gordura, além de calorias extras.

Alimentos saudáveis para crianças de 1 a 3 anos

A alimentação é uma das chaves para a saúde dos pequenos. Oferecer os melhores alimentos os ajudará a crescer e se desenvolver de maneira saudável. Descubra algumas recomendações.

Tricotar: considerado um dos hábitos mais relaxantes

Se você quiser se desconectar dos problemas e esquecer as preocupações por um tempo, tricote, e verá que é um dos hábitos mais relaxantes.

assine nosso
informativo

Agência Interagir