Notícias e Novidades

14 de Dezembro de 2017

Alimentos “falsamente saudáveis”? Veja quais deles você consome

Anunciados como alimentos que ajudam na redução do peso, diversos produtos industrializados como barrinhas de cereal, peito de peru, suco de caixinha e biscoito água e sal, não são indicados para consumo diário ou frequente.  Na grande maioria, substâncias como açúcar, sódio e gordura em excesso são frequentemente encontradas.

Logo, ainda que muitos saibam, optar por esses alimentos ditos “milagrosos”, mesmo nas suas versões diet e light, pode ser um erro para o consumidor que quer emagrecer ou busca melhorar a alimentação.  Por isso, a PROTESTE (Associação Brasileira de Defesa do Consumidores) alerta os consumidores para que limitem o consumo de produtos ultraprocessados apenas em situações de emergência. 

Conheça a seguir alguns dos alimentos considerados “falsos saudáveis”:

Barrinha de cereal: Fáceis de carregar, muita gente acha que são ricas em fibras (responsáveis pelo bom funcionamento do intestino e pela saciedade), mas, na verdade, algumas trazem teores abaixo do esperado, além de serem ricas em sódio e açúcar. 

Sopas Instantâneas: Embora práticas, elas são pouco nutritivas e, em geral, ricas em sódio e aditivos químicos. O excesso de sódio atua como fator de risco para o desenvolvimento ou agravamento de hipertensão arterial.

Suco de caixinha: A maioria desses produtos possui quase a mesma quantidade de açúcar dos refrigerantes. Também chamados de néctares de frutas, eles também contêm bem menos frutas do que o esperado para um suco.

Peito de peru: Apesar de ser associado à alimentação saudável, o peito de peru é um embutido e rico em sódio e outros aditivos, como: corantes e conservantes. Uma porção de 40 g (duas fatias, em média) pode apresentar até 500 mg de sódio, o que representa 1/4 do valor diário recomendado.

Cereais matinais: Mesmo sendo uma boa fonte de energia, a maioria traz alto teor de açúcar e de sódio. Por isso, o consumo de cereais nessas versões não é recomendado para crianças e deve ser evitado pelos adultos.

Biscoitos água e sal: Eles, em geral, combinam trigo branco, gordura hidrogenada, açúcar, sal e aditivos químicos. Usados para substituir o pão nas dietas, os biscoitos água e sal precisam ser consumidos com moderação. 

Bisnaguinhas: Presença unânime nas lancheiras infantis, elas trazem nos ingredientes farinha branca, gordura hidrogenada (relacionada com aumento de colesterol e obesidade), açúcar, sal e aditivos e, em alguns casos, até gorduras trans. Também é um alimento pobre em fibras.

Fonte: Veja.com/saude

Mitos e verdades sobre a fotoproteção

80% dos brasileiros não sabem a quantidade ideal de uso do protetor.

Miopia: 3 conselhos para combatê-la e ter uma visão melhor

A Organização Mundial de Saúde estima que até 2050, 52% da população mundial sofrerá com esta condição, que nos casos mais extremos pode causar cegueira. Mas será que há soluções para isso?

Ministério da Saúde faz alerta para vacinação em período de férias

Uma das doenças de maior risco de transmissão no verão é a febre amarela, com registro em áreas com grande contingente populacional desde 2017.

assine nosso
informativo

Agência Interagir