Notícias e Novidades

12 de Dezembro de 2017

Hipertensão é séria e silenciosa

A hipertensão arterial é o principal responsável pelas doenças cardiovasculares. A doença, silenciosa e assintomática na maioria dos casos, é associada a sintomas como dor de cabeça, dor na nuca, náuseas, tonturas e falta de ar – condições que podem estar relacionadas a outras doenças associadas.

No Brasil, aproximadamente 30% dos pacientes apresentam elevação da pressão arterial e o número de pessoas diagnosticadas aumentou em quase 15% nos últimos dez anos, de acordo com dados do Ministério da Saúde (MS).

A elevação da pressão arterial causa alterações nos principais órgãos – coração, cérebro, olhos e rins – e nas artérias que os irrigam. Assim, o hipertenso sem tratamento está sujeito a sofrer uma série de consequências, como infarto do miocárdio, Acidente Vascular Cerebral (AVC), aneurisma, insuficiência cardíaca, insuficiência renal, alterações visuais, impotência sexual e até demência.

“Como medida de prevenção, em pessoas que não são hipertensas, é importante a aferição da pressão arterial, por um profissional de saúde. Quando o paciente é hipertenso, a frequência da medida depende do valor da pressão e do risco de cada caso. O valor ideal para a redução do risco cardiovascular é de 120 por 80, ou menos. Quando superior, principalmente se isso ocorre com frequência, é importante procurar um médico. Por não apresentarem sintomas, muitos hipertensos só o fazem quando já ocorreu repercussão sobre algum órgão”, afirma o cardiologista do Hospital TotalCor, Dr. Thiago Macedo.

Ainda que o paciente não apresente sintomas, o tratamento da hipertensão deve ser feito de maneira contínua e com acompanhamento, reduzindo o risco cardiovascular. O profissional de saúde pode avaliar se há necessidade de ajustes e pode fornecer orientações sobre alimentação e prática de exercícios físicos.

Fonte: Guia da Farmácia

Mau uso das lentes de contato pode provocar infecções nos olhos

Mau uso da lente pode causar pequenos machucados nos olhos.

Conheça seis hábitos capazes de reduzir o risco de câncer de mama

Práticas saudáveis são, comprovadamente, formas simples de diminuir a probabilidade de desenvolvimento da doença.

O que é o blecaute alcoólico e por que é tão perigoso

Uma noite de bebedeira muitas vezes deixa um `vácuo` de memórias. Por que isso acontece?

assine nosso
informativo

Agência Interagir