Notícias e Novidades

21 de Dezembro de 2014

Especialistas dão dicas de como usar o protetor solar de forma correta

O brasileiro consome grandes quantidades de protetor solar: segundo dados da Associação Brasileira de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec), o Brasil responde por 23% do mercado de protetores solares do mundo. Uma pesquisa feita este ano pela empresa de pesquisa de mercado Mintel, a pedido da Abihpec, concluiu que 50% dos brasileiros usaram protetor solar com FPS acima de 30 nos últimos seis meses.

Apesar do consumo disseminado do produto, especialistas alertam que a maioria das pessoas não usam a proteção de forma adequada e continuam parcialmente vulneráveis aos efeitos nocivos do sol. “O usuário sabota o protetor solar”, diz o dermatologista Marcus Maia, coordenador do Programa de Combate ao Câncer de Pele da Sociedade Brasileira de Dermatologia e professor da Faculdade de Medicina da Santa Casa.

Entre os principais erros está usar uma quantidade menor do que a indicada, não reaplicar o protetor periodicamente, esquecer de passar em determinadas áreas do corpo expostas ao sol e escolher um produto com FPS menor do que o recomendado. A pesquisa da Mintel aponta, por exemplo, que só 39% dos brasileiros afirmam que usam o FPS mais correto para suas peles. Veja dicas de como se proteger do sol da melhor forma:

* Segundo a dermatologista Flávia Addor, diretora da Sociedade Brasileira de Dermatologia e presidente do conselho científico-tecnológico do Instituto de Tecnologia e Estudos de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Itehpec), para escolher o protetor solar facial de uso diário é preciso levar em conta o tipo de pele: há produtos destinados a peles mais oleosas ou mais secas, por exemplo.

* Quando a exposição ao sol for intencional – como na praia ou na piscina – o fator de proteção solar (FPS) deve ser de, no mínimo, 30.

* Protetores solares com cor ou bases com protetor solar podem aumentar a adesão ao produto para pessoas que costumam usar maquiagem. “Além de ter a proteção, a pessoa se sente mais bonita porque consegue uma uniformização da pele. Esses produtos geralmente também têm uma cosmética muito boa”, diz Flávia.

*No caso de pessoas que já têm histórico familiar ou pessoal de doenças na pele provocadas pelo sol, o ideal é procurar um dermatologista para que ele possa ajudar na escolha do protetor solar mais adequado.

*Quantidade certa - Especialistas recomendam usar o protetor solar em todas as áreas expostas. No dia a dia, por exemplo, rosto e braços devem ser protegidos.

O protetor solar deve ser aplicado 15 minutos antes da exposição ao sol e deve ser reaplicado a cada duas horas enquanto se estiver exposto.

Maia lembra que o protetor deve ser usado em qualquer horário do dia, mesmo em dias nublados. “Não existe mais o ‘sol bonzinho’ agora que sabemos que os raios UVA também causam câncer”, diz.

Fonte: G1

Como os exercícios podem ajudar a manter o foco no trabalho

Acordar mais cedo para treinar muitas vezes aparace impossível de acontecer, né? Mas acredite, vale a pena, pois, além de ser bom para a sua saúde, também a ajuda a manter o foco no trabalho.

Quando ficar nas redes sociais se torna excessivo? Faz mal?

Fique atento!

Nutricionista: quando procurar pelo profissional?

Saiba qual é a importância de conhecer a alimentação saudável para não cair em ‘pegadinhas’ da indústria de alimentos.

assine nosso
informativo

Agência Interagir